logo

Diretoria do Sinsjustra se reúne com deputada federal Jéssica Sales

Diretoria do Sinsjustra se reúne com deputada federal Jéssica Sales

Diretoria do Sinsjustra se reúne com deputada federal Jéssica Sales da bancada Acriana para dialogar sobre a Reforma da Previdência

Comitiva do Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho nos Estados de Rondônia e Acre (Sinsjustra), composta pelo presidente Antônio Batista, secretário-geral Ociney Silveira e diretor de patrimônio Valério Lorenço, esteve reunida na sexta-feira (26/4) em Rio Branco (AC) com a deputada federal Jéssica Sales, para tratarem de assuntos relacionados a Reforma da Previdência.

Na ocasião o presidente do Sinsjustra ressaltou a preocupação com a Reforma Previdenciária e apontou a nocividade que ela ocasionará na vida dos servidores.

Após longas explanações pelos representantes do sindicato dos servidores da Justiça do Trabalho, a deputada demonstrou preocupação com a situação, enfatizando a necessidade de avaliação e discussão de muitos pontos da reforma proposta.

Batista enfatizou que a grande maioria dos servidores já foram atingidos pela reforma do ex-presidente Luiz Inácio da Silva “Lula” em 2003, e que seria injusto sofrerem novamente. Solicitou para a deputada analisar com justiça o pleito dos servidores, da forma como o pedágio está proposto deve ser melhorado. “Se aprovado da forma que está a proposta do Governo, será um verdadeiro massacre para o funcionalismo público, onde servidores que na prática hoje teriam dois, três ou no máximo cinco anos para se aposentarem, passariam para 10, 12, ou até 16 anos para terem o direito de se aposentar dignamente, isso é um absurdo e injusto já que esses servidores já foram atingidos”, manifestou o presidente do Sinsjustra.

A deputada foi taxativa em dizer que tudo em torno da Reforma está confuso. “Nem mesmos os parlamentares conhecem a fundo a Reforma”, disse.

A parlamentar demonstrou que é a favor da Reforma, mais não como está o texto original, ela orientou e sinalizou a comitiva do Sinsjustra para traçar um modelo de alteração dos pontos críticos e sugeriu agendamento de uma reunião com as bancadas dos estados de Rondônia e Acre para apresentarem a indignação dos servidores e uma proposta para alteração da Reforma Previdenciária.

Comunicação/Sinsjustra |com informações Antônio Batista

Top