logo

Presidente do CSJT dialoga com membros dos Poderes Executivo e Legislativo em prol da Justiça do Trabalho

Presidente do CSJT dialoga com membros dos Poderes Executivo e Legislativo em prol da Justiça do Trabalho

Presidente do CSJT dialoga com membros dos Poderes Executivo e Legislativo em prol da Justiça do Trabalho O presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Brito Pereira, abriu a reunião do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor) e deu boasvindas nominalmente aos novos dirigentes de Tribunais que passaram a integrar o Coleprecor. O encontro foi realizado na quarta-feira (13), na sede do TST, em Brasília. Em seu pronunciamento, o ministro Brito Pereira falou sobre a interlocução que tem feito com os Poderes Executivo e Legislativo em prol da Justiça do Trabalho.

Assédio moral: Ao destacar a importância da realização de debates sobre o tema “Combate ao Assédio Moral”, o presidente do CSJT e do TST solicitou aos TRTs que organizem eventos internos para tratar do assunto no período de 6 a 10 de maio. “O objetivo desses eventos é, de um lado, dissuadir os servidores da ideia de praticar atos de assédio moral e, de outro, encorajar as vítimas, e potenciais vítimas, a procurar se defender desse tipo de agressão”, disse.

Orçamento e redução de despesas: Após elogiar os esforços de magistrados e servidores quanto à execução orçamentária no ano passado, o ministro informou que constituiu grupo de trabalho para monitorar mensalmente o orçamento da Justiça do Trabalho. E conclamou todos os Tribunais Regionais do Trabalho a reduzirem suas despesas. “Quero pedir aos Tribunais Regionais que economizem o máximo possível as despesas com diárias e passagens, realizando as reuniões por videoconferência: no caso, por exemplo, da Tecnologia da Informação”, afirmou.

Concurso unificado: Por fim, ao ser questionado sobre o andamento do concurso nacional unificado para ingresso na magistratura do trabalho, o presidente Brito Pereira afirmou que toda a programação do certame vem sendo cumprida rigorosamente. “Esperamos que dia 1º de março sejam realizadas as primeiras remoções; amanhã (14/2) será publicado ato do qual constará o número de cargos a serem providos inicialmente (tudo conforme as regras do edital do concurso); e, em seguida, será publicado o ato com o cronograma das atividades e o edital de convocação dos primeiros candidatos para fazerem as opções pelas regiões onde há vagas oferecidas para provimento”. Nessa primeira chamada, serão contemplados os sete Tribunais que ofereceram vagas  no Edital (2ª, 3ª, 8ª, 11ª, 14ª, 23ª e 24ª Regiões). Fonte: CSJT

Top