Menu Principal
ouvidoria
permuta/remoção
aniversariantes
informativos
convênios
NÚcleo dos Aposentados

Finanças e Planejamento_Cinqüentões na ativa

Sábado , 17 de Maio de 2008

Enviar por e-mailEnviar por e-mail  |  Imprimir

Cinqüentões na ativa

Pesquisa do IBGE revela aumento da população com mais de 50 anos no mercado de trabalho
Por Andrea Guedes

 

 

Cerca de 18,1% da população empregada nas seis regiões metropolitanas do país corresponde à faixa etária com mais de 50 anos. Entre maio de 2002 e maio de 2006, a participação desse grupo na população ocupada teve um crescimento de 2,7 pontos percentuais. Foi o único segmento a apresentar aumento neste período, mostra a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do IBGE

De acordo com a analista econômica do IBGE, Maria Lúcia Vieira, entre os fatores que contribuíram para a elevação desse grupo no mercado, está a própria expectativa de vida, que aumentou nos últimos anos. Logo, se as pessoas estão vivendo mais, tendem a ficar mais tempo trabalhando.

Boa parte dos cinqüentões adia a aposentadoria por necessidade, já que 70,2% dos ocupados com mais de 50 anos são os principais responsáveis pelos domicílios em que residem. "Esse número é um reflexo também da mudança de
vida das famílias. Hoje, muitos casais têm filhos mais tarde. Com isso, quando atingem a meia idade, eles ainda estão estudando, o que obriga os pais a continuar no mercado para garantir o sustento", pontua Maria Lúcia.

Na lista de fatores para explicar o crescimento dos cinqüentões na ativa entram as reformas previdenciárias, que exigem mais tempo de contribuição. Diferentemente da população ativa, cuja maioria atua com carteira assinada no setor privado (41,7%), entre a faixa etária com mais de 50 anos predominam os trabalhadores por conta própria (32,7%). Os que trabalham com carteira assinada no setor privado representam 24,1%.

Conforme explica Maria Lúcia, muitos cinqüentões decidem abrir o próprio negócio quando se aposentam, ou muitos deles já eram empregadores e continuam na área por longo tempo. Comércio, reparação de veículos automotores e de objetos pessoais e domésticos, além do comércio a varejo de combustíveis concentrou a maior parte dos ocupados da terceira idade.

A pesquisa também revelou outros dados importantes sobre essa faixa etária. Um deles é a de que o rendimento dos "mais de 50" (R$1.401,30) é 36,3% acima da média. O rendimento da população com mais de 60 anos, estimado em R$1.383,80, embora inferior aos dos 50, também foi superior à média da população ocupada. Cerca de 18,8% dos idosos sessentões ainda estão ativos.

O número de mulheres ativas na faixa dos 50 também aumentou, passando de 14,7% em maio de 2002 para 17,4% em maio de 2006. Isto significa que, em 2006, para cada 100 homens ocupados com mais de 50 anos, há 72 mulheres na mesma condição. "Esses números são resultados da crescente participação feminina no mercado de trabalho, refletindo-se também nas mulheres dessa faixa etária", conclui Maria Lúcia.

Fonte: http://www.maisde50.com.br

Envie Seu Comentário

Conteúdos Relacionados

onde estamos

Sindicado dos Servidores da Justiça do Trabalho dos Estados de Rondônia e Acre

 

Rua José de Alencar, N. 2381 - Apartamento 03
Bairro: Mocambo
Cep: 76801036
Fone: 69 3221 7288 - 69 3221 8226
E-Mail: sinsjustra@brturbo.com.br
Porto Velho - RO - Brasil

redes sociais

Twitter

Facebook

© Copyright 2017 - Todos os direitos reservados
SINSJUSTRA - Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho dos estados de Rondônia e Acre